Últimos Vídeos
Comportamento, Fitness/Saúde, Lifestyle, Outros, Problemas psicológicos  |  26 fev 2018

Quando ser ANSIOSO atrapalha toda a sua vida

Boa tarde meninas! Tudo bem com vocês? No post de hoje vamos falar um pouquinho sobre ANSIEDADE.

Como vocês sabem, um dos motivos de eu ter me “ausentado” por 15 dias, foi a saúde. Me vi no limite da sobrecarga mental e com a terapia, tenho aprendido dia a dia a respeitar mais as minhas limitações e problemas e pensado em mim com mais compaixão e paciência.

A ansiedade, ao contrário do que muitos pensam, não necessariamente é a expectativa para que algo aconteça. Por muito tempo, antes de vivenciar tal problema, era isso que eu pensava. Vamos ao significado concreto:

Significado de Ansiedade
substantivo feminino

Desconforto físico e psíquico; excesso de agonia; aflição.

Desejo intenso e impetuoso: com ansiedade esperava por seu médico.

Ausência de tranquilidade; que demonstra ou possui medo e/ou receio. Psicopatologia.

Condição emocional de sofrimento, definido pela expectativa de um acontecimento inesperado e perigoso, à frente da qual o indivíduo se acha indefeso.

Deu pra entender um pouco melhor?

Entender sobre ansiedade pode parecer difícil quando não se passa por isso mas a frustração de quem tem constantemente, é imensa.

No meu caso, eu crio uma decepção comigo mesma por não desempenhar minhas tarefas da maneira que eu gostaria. É difícil explicar mas para quem sofre de transtornos psicológicos, nosso corpo e mente não se comportam da mesma maneira que uma pessoa saudável. Mesmo em um dia bom, sinto muitas limitações.

Isso gera uma frustração, que gera uma cobrança, que gera uma ansiedade por não conseguir fazer tudo o que eu gostaria. Essa ansiedade me faz ter pressa e a pressa me faz sentir pressão, que me gera coisas ruins e esse círculo vicioso se instala.

Durante a ansiedade, sinto-me cobrada por mim mesma (de maneira não saudável), falta de ar, sensação de peito fechado, boca seca, frustração, decepção, fadiga, sono, mente cansada…

Mas, existem diversos tipos de ansiedade:
(Fonte: http://www.saudementalrs.com.br/ansiedade/)

Ansiedade social: Pessoas que temem a interação social, que não se sentem bem quando estão com pessoas (estranhas ou familiares). Pode parecer loucura para alguns, mas para outros isso é bem sério e afeta muito. – Tenho!

Ansiedade generalizada: Pessoas que se preocupam com tudo em sua volta, mesmo que essas coisas sequer mudem algo em sua vida. É considerado ansiedade generalizada à partir do 4 mês agindo de tal modo. – Tenho!

Transtorno de ansiedade: Está diretamente relacionado com síndromes, fobias, estresse excessivo, transtorno de obsessão, distúrbios, TOC, enfim, tudo que não permite que uma pessoa possa viver em paz com outras (ou consigo mesmo). – Tenho!

Crise de ansiedade: Os sintomas da crise de ansiedade são mais físicos. Então, pode ser considerado como sintomas dessa crise: suor frio, atropelamento de falas, boca seca. Ou seja, tudo o que é relacionado com sentimentos físicos, considera-se como crise. – Tenho!

Ataques de ansiedade: Conhecido popularmente como “Crise de Existência”, os ataques de ansiedade acontecem quando começamos a nos perguntar o porquê de tudo: “Por quê estou vivo”, “E se eu me matar?”, “Será que vou enlouquecer?”, “E se eu passar vergonha?”. – Tenho!

E aí, tô ferrada ou não? Hahahaha. Mas CALMA! Tem controle, tem melhora!

Algumas coisas fizeram total diferença na minha vida, como: Medicação correta, acompanhamento de um bom psiquiatra, terapia com um bom psicólogo, práticas de meditação para esvaziar a mente, estabelecer horários para me desconectar da internet, me forçar a tranquilizar a mente na hora de dormir, cultivar a espiritualidade, atividade física frequente…

É um policiamento diário, confesso. Muitos dias eu venço, alguns dias a ansiedade me vence… Mas continuo na luta! A cada crise, um recomeço. Com o passar do tempo e dos tratamentos, venho melhorando muito e acredito sim que um dia possa chegar ao ponto de encontrar o meu equilíbrio. Muito depende do nosso esforço também, colocar em prática as medidas citadas acima são fundamentais.

Métodos naturais para controlar a ansiedade:
(Fonte: http://www.saudementalrs.com.br/ansiedade/)

Remédios naturais: Suco de maracujá, alface, chá de camomila, raiz de valeriana e chá de kava-kava.

Exercícios: Pilates, natação, Yoga, corridas e outras técnicas de relaxamento.

Coisas cotidianas: Banho morno, mensagens de afeto, interação social e apoio moral.

E por fim, gostaria de compartilhar algumas coisas sobre um ansioso:

  1. É comum os ansiosos terem alguma dor física com frequência.
  2. O ansioso sabe que fazer algo que relaxe pode ajudar, mas ás vezes ele simplesmente não consegue.
  3. O cansaço é constante na vida do ansioso.
  4. O sono de um ansioso é devastador.
  5. Os ansiosos são 10x mais críticos consigo mesmo do que com os outros.
  6. Os ansiosos sabem como se organizar mas têm muita dificuldade em por em prática.
  7. Os ansiosos têm problemas com compromissos.
  8. Ansiedade não é frescura ou característica de uma geração hiperativa.

Espero que esse post ajude vocês a entenderem melhor sobre ansiedade. Divulguem em suas redes sociais para ajudarmos mais pessoas!

21 Comentários
Leia Mais
Outros, Problemas psicológicos  |  26 set 2017

Falando sobre doenças mentais no Você Bonita!

Oi gente! Tudo bem com vocês? Saudades de escrever por aqui!

Estou novamente na Holanda, rs. Deixo vocês confusos, né?! Hahaha. Minha vida anda mais agitada do que novela mexicana… E graças a Deus por isso! Rs.

O lado bom de estar aqui é que eu não tenho muitas distrações, compromissos externos, etc… Então o meu tempo fica todo dedicado ao trabalho praticamente.

Mas, na minha última ida ao Brasil, fui convidada a participar do programa Você Bonita da TV Gazeta para falar sobre a minha experiência com depressão, síndrome do pânico e ansiedade.

Fiquei MUITO feliz pelo convite. Já estive 2 vezes no programa mas essa foi a vez que eu fui com o coração mais empolgado, pois junto com uma psicóloga e uma psiquiatra, abordamos esses temas que em pleno 2017 ainda carregam tanta ignorância e preconceito.

Assistam a matéria:

Bom, e pra quem não sabe, eu tenho um especial dedicado ao assunto no YouTube, com diversos episódios que vão ao ar em sua maioria, ás Terças.

Problemas psicológicos #01: Minha história com a depressão
Problemas psicológicos #02: Sintomas e explicação científica
Problemas psicológicos #03: Crises – Como são e dicas
Problemas psicológicos #04: A importância dos remédios e da terapia
Problemas psicológicos #05: Como ter uma qualidade de vida melhor!

Essa semana ainda sai mais um episódio junto com o Edu, contando como ele de fora vê essas doenças e o que ele faz para me ajudar nessa caminhada.

Por favor, compartilhem esse post em suas redes sociais para que meu trabalho seja divulgado e também, possamos ajudar mais e mais pessoas que sofrem desses males. Juntos podemos fazer a vida de um depressivo, uma vida melhor!

Ah! E se inscrevam no Canal para poderem acompanhar todos os vídeos, além de me seguirem no Instagram (@beca_brait) para estarem comigo no meu dia a dia.

Um grande beijo e até o próximo post!

15 Comentários
Leia Mais